Pular para o conteúdo principal
  • Nossos produtos Nossos produtos Nossos produtos
  • Sustentabilidade Sustentabilidade Sustentabilidade
  • Trabalhe Conosco Trabalhe Conosco Trabalhe Conosco
  • Investidores
  • Conheça AES Conheça AES Conheça AES
  • My AES
    Choose your location
    PT-BR
    Choose location

    AES Global

    AES Local

    Andes Argentina Brasil Bulgaria Chile Colombia Dominicana El Salvador India Indiana México Ohio Panama Puerto Rico Vietnam
    Buscar
    Search AES

    AES Tietê fecha primeiro trimestre de 2020 com aumento de 21,5% no lucro líquido

    Estratégia comercial e de crescimento fortalecem resultado da companhia, que apurou R$ 313 milhões de Ebitda no período AES Tietê fecha primeiro trimestre de 2020 com aumento de 21,5% no lucro líquido

    No fechamento de seu primeiro balanço trimestral de 2020, a AES Tietê contabilizou lucro líquido de R$ 75 milhões, um crescimento de 21% comparado ao mesmo período de 2019, em que o acumulado foi de R$ 62 milhões. O Ebitda da companhia aumentou 18% no período, apurado em R$ 313 milhões, frente aos R$ 264 milhões do mesmo trimestre do ano passado. Em continuidade a sua estratégia de crescimento sustentável, em março deste ano a Companhia assinou acordo de compra de 1,1 GW de projeto greenfield eólico no Rio Grande do Norte.

    A AES Tietê prevê investir aproximadamente R$ 1,4 bilhão no período de 2020 até 2024, destinados à modernização e à manutenção de seus ativos em operação e também à expansão de sua base, com destaque para o início da construção do Complexo Eólico Tucano, na Bahia, em 2021.

     

    Diversificação e gestão ativa do portfólio

    A estratégia de diversificação de portfólio, aliada a sua gestão ativa, vem sendo refletida no bom resultado da Companhia que, neste trimestre, fechou novos contratos comerciais, avançando no nível de contratação do portfólio e garantindo maior previsibilidade do fluxo de caixa.

    “Entre 2021 e 2024, foram vendidos 122 MWm em energia ao preço médio de R$ 172/MWh e temos aproximadamente 20% do portfólio hídrico de 2025 já contratado, totalizando 37% do portfólio da Companhia”, destaca Clarissa Sadock, CFO e Diretora de Relações com Investidores da AES Tietê. A estratégia desenhada para garantir um nível ótimo de contratação aliada à sazonalização da garantia física de forma planejada trouxeram um incremento de R$ 52 milhões à margem hídrica do período. “Quando combinamos as estratégias do portfólio hídrico à entrada em operação dos nossos ativos solares, temos esse incremento no Ebitda (18%) e no lucro líquido (21%) apurados no primeiro trimestre de 2020”, completa.

    Atualmente, o portfólio de ativos da AES Tietê conta com uma capacidade instalada em operação total de 3,3 GW, sendo 2.658,4 MW hídrico, 386 MW eólico e 299,1 MW solar, incluindo uma planta de geração distribuída. Além disso, a Companhia possui em desenvolvimento parte de seu pipeline eólico, que poderá adicionar até 1,4 GW de capacidade instalada e três plantas de geração distribuída em construção que, juntas, totalizam 9,0 MW. Ademais, a AES Tietê conta com um pipeline mais de 2,9 GW de projetos eólicos e solares em fase de negociação. Após a finalização dos projetos em desenvolvimento e pertencentes ao pipeline, o portfólio da Companhia contará com mais de 5,0 GW de capacidade instalada

    No primeiro trimestre deste ano, os recursos hídricos foram responsáveis por 3.003,4 GWh de energia bruta gerada, frente aos 2.921,9 GWh de janeiro a março de 2019. Houve incremento também no volume de geração de energia proveniente de fonte solar, que passou de 69,1 GWh nos três primeiros meses do ano passado, a 125,7 GWh no mesmo período em 2020, em função da entrada em operação do Complexo Solar Ouroeste, no final do ano passado.

     

    Sobre a AES Tietê

    A AES Tietê atua como uma plataforma integrada de energia renovável com soluções customizadas de acordo com a necessidade de seus clientes. Está entre as maiores companhias privadas de geração do Brasil, atuando no país há 20 anos. O Centro de Operações de Geração de Energia (COGE), localizado em Bauru (SP), é o mais tecnológico do país e opera remotamente todos os ativos da companhia. No portfólio, composto por geração hídrica, solar e eólica, estão nove usinas hidrelétricas e três pequenas centrais hidrelétricas, dois Complexos Solares, Guaimbê e Ouroeste, em São Paulo, além do Complexo Eólico Alto Sertão II, na Bahia. Recentemente, a companhia anunciou investimento na construção do Complexo Eólico Tucano, também no estado da Bahia.

    www.aestiete.com.br

     

    Informações para imprensa:

    Marcelo Picolo – marcelo.picolo@inpresspni.com.br

    Plínio Varoni – plinio.varoni@inpresspni.com.br

    11 99105-1941 / 11 98168-3045 

    Back to top
    Nossos produtos
  • Nossas ofertas
  • Seu perfil
  • Sustentabilidade
  • Crescimento limpo & inovação
  • Nossas pessoas
  • Parcerias com a comunidade
  • Trabalhe conosco
  • Conheça nossas pessoas
  • Trabalhe Conosco
  • Para a imprensa
  • Comunicados de imprensa
  • Para sócios
  • Contratados e fornecedores
  • Sobre nós
  • Nossa história
  • Nossa liderança
  • Global x local
  • Fale Conosco
  • Ética & compliance
  • Jump back to top