Noticias

Os desafios da energia solar fotovoltaica no Brasil

12/07/2017 00:00:00 | AES Tietê apresentou seu portfólio de produtos e estratégia de crescimento em fontes renováveis durante o maior fórum de energia solar do Brasil

Nos últimos anos, o Brasil tem assistido à diversificação da sua matriz elétrica. As fontes renováveis, com destaque para solar e eólica, têm sido as principais protagonistas deste crescimento, garantindo o cumprimento das metas ambientais a que o Brasil se comprometeu na COP21. Isso projeta grandes avanços nos investimentos em fontes renováveis e, mais do que isso, em benefícios socioambientais para toda a sociedade. A AES Tietê acredita nisso e compartilha seu know how na área e sua estratégia para incentivar o desenvolvimento desse tema.

Segundo informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), cerca de 1,2 milhão de geradores de energia solar ou mais deverão ser instalados em casas e empresas em todo território nacional, até 2024, representando 15% da matriz elétrica brasileira. Ainda conforme as projeções da ANEEL, até 2030, o mercado de energia solar fotovoltaica deverá movimentar cerca de R$ 100 bilhões.

As perspectivas da fonte solar e seu uso no Brasil foram discutidos durante o Brasil Solar Power 2017, evento realizado entre os dias 05 e 06 de julho, no Rio de Janeiro. Na segunda edição, o encontro reuniu lideranças do setor energético, governadores de alguns estados brasileiros, mais de 40 empresas expositoras e outros membros do poder público. 

Lições do mercado solar fotovoltaico 
Luísa Valentim Barros, gerente de Pesquisa de Mercado da AES Tietê, foi uma das palestrantes convidadas. Durante o workshop, abordou as principais lições aprendidas no mercado solar fotovoltaico internacional e os desafios do mercado brasileiro. Mencionou o crescimento da matriz solar mundial e brasileira refletindo sobre os principais investimentos, modelos de negócio e lições aprendidas pela AES como empresa global.   

Também apresentou o estudo do mercado de energia solar, preparado para balizar decisões estratégicas da companhia. “O tema foi escolhido de forma a compartilhar o conhecimento global da AES em energia solar fotovoltaica com os diversos players do mercado - clientes, parceiros, autoridades, de forma a incentivar a expansão sustentável desta fonte”, afirmou Luísa.

Outro ponto destacado por Valentim foi a estratégia de crescimento da AES Tietê em fontes renováveis e o portfólio completo para clientes C&I (comercial e industrial) com foco em soluções de energia sob medida, energia pronta-entrega e produtos verdes. ​
IMG_20170705_172227115.jpg


  • Compartilhar:
         
© Copyright 2017 AES Eletropaulo - Todos os direitos reservados